mormon.org Mundial
Misael Valentim: Mórmon.

Oi, eu sou Misael Valentim

Sobre mim

Grande parte de meu tempo livre, uso para praticar piano ou participar de jogos online, ir ao cinema, etc... Gosto de praticar esportes diversos, isto é, jogo de tudo um pouco. Quanto a formação acadêmica, não iniciei a faculdade, mas tenho interesse em fazer Faculdade de Direito, especializado na área de Advocacia,

Por que sou mórmon?

Tudo o que eu era quando me batizei, tudo o que sou hoje e tudo o que posso me tornar um dia, devo isto às práticas dos ensinamentos que aprendi nessa religião. Ao decidir me filiar a esta igreja, tive de abandonar algumas práticas que não eram condizentes com os padrões de Deus. Ao fazê-lo, percebi que não se tratava apenas de abandonar certas práticas errôneas, mas minha vida estava mudando. Ao orar a Deus, recebi a confirmação do Espírito Santo de que deveria me filiar a esta igreja por ser ela a única igreja que me aproximaria mais de Deus do que qualquer outra. Faço este convite a todos que lerem este testemunho, prometendo que sua oração irá ser respondida se estiver disposto a seguir os conselhos de Deus.

Histórias Pessoais

Por que os mórmons fazem o trabalho de história da família ou genealogia?

Há muitas pessoas no mundo inteiro que não tem a oportunidade de conhecer o Evangelho de Jesus Cristo e filiar-se a sua igreja. Tendo em vista que 'aquele que não nascer da água e do espírito, não pode herdar o Reino de Deus (João 3:5), os membros da igreja fazem a história da família especialmente por seus próprios antepassados para possibilitar que as pessoas que não tenham tido a oportunidade de batizar-se na igreja de Jesus Cristo em vida, possam tê-la por meio da Autoridade de Deus 'que chamamos sacerdócio' e do trabalho que realizamos nos templos, afim de ajudá-las a cumprirem com os requisitos para entrar na presença de Deus.

Como vivo minha fé

Vivo minha fé ao praticar os princípios ensinados na Igreja em minha vida. Como membro da igreja, sou responsável por ajudar as pessoas a encontrarem seus antepassados por meio da árvore genealógica, o que chamamos de história da família. Também, designado como missionário, afim de ajudar tanto membros da igreja recém-conversos quanto os inativos e os pesquisadores a fortalecerem sua fé em Jesus Cristo e em seu sacrifício.