mormon.org Mundial
Matheus: Matheus, Deficiência, Amor, Esporte, Pai, Foto, Mórmon.

Oi, eu sou Matheus

Sobre mim

Hey! Meu nome é Matheus, tenho (quase)19 anos, amo praticar esportes e estou me preparando pra servir uma missão de tempo integral. Pela foto, já dá pra perceber que eu sou uma pessoa super séria hahahaha Gosto muito de jogar vôlei, handebol, futebol e um esporte pouco conhecido, chamado punhobol. Me interesso por futebol americano também, mas nunca tive a oportunidade de treinar tal esporte. Amo tirar fotos, apesar de não saber tirar fotos bonitas de pessoas, só de coisas. Há uns meses, participei de um projeto que ajudou um rapaz com deficiência a estudar pra prova de um vestibular que ele tinha o sonho de fazer e passar, e isso mudou a minha vida. Desde então, descobri que amo trabalhar no ensino de pessoas com deficiência e pretendo seguir nessa área após a missão, apesar de ter me formado em um curso técnico em informática juntamente com o ensino médio.

Por que sou mórmon?

Desde que nasci, meus pais frequentavam a igreja. E como toda criança que gosta de algum lugar, eu ia com eles, já que sempre considerei um lugar bom e tinha meus amigos lá. Mas chega um momento em que precisamos saber por nós mesmos se essas coisas são reais, até pra que tenhamos um motivo pra fazer elas, além de um simples hábito. Então eu fiz várias orações para saber a respeito desse assunto e achei que o Pai celestial não tinha me respondido, já que não tinha sentido nada marcante ou acontecido algo muito extraordinário, como eu esperava que acontecesse. Teve um dia que eu percebi que eu já tinha sido respondido desde a primeira oração, pois depois de cada oração que eu fazia eu sentia coisas boas, me sentia alegre e não tinha dúvidas a respeito do assunto. Essa foi minha resposta, e por causa disso eu SEI que Deus responde nossas orações. Nem todo mundo passa pela mesma coisa, é uma experiência única pra cada pessoa, mas eu sei que Deus nos responde por meio do Espírito Santo, e isso acontece também através dos nossos sentimentos e pensamentos. Deus é o nosso amoroso Pai celestial e Ele ama os filhos Dele, então quer o melhor pra cada um. Basta orarmos com fé nisso e que Ele pode nos responder que tudo vai dar certo! :)

Histórias Pessoais

Como seus dons e talentos abençoam outras pessoas?

Quando eu fui crescendo sempre achei que não tinha nenhum dom ou talento especiais. Meu irmão era super inteligente e um ótimo músico. Minha irmã uma ótima professora e super dedicada. Meus pais ótimos nas profissões deles. Mas e eu? Bom, com o passar do tempo fui descobrindo que cada pessoa é única no mundo, pois pensa de maneira única e tem habilidades diferentes das pessoas que convivem com ela. Não se pode enxergar isso de maneira negativa, pois é só por causa disso que vamos ajudar as pessoas ao nosso redor, com os nossos dons e nossos talentos, do jeito que nós(e só nós) somos. Ser uma pessoa simpática é um dom, por exemplo. Ter fé é um dom, também. Saber amar com facilidade as pessoas é um dom, e tem vários dons únicos no mundo, mesmo que achemos eles "insignificantes". Eles são importantes, cada dom e habilidade que temos nos faz ser únicos e especiais. Eu não sou todas essas coisas, mas sei que posso desenvolver esses atributos ao me esforçar. Caso, mesmo sabendo disso, achemos que não somos especiais e não podemos ajudar ninguém, é sempre bom lembrar que o Pai celestial nos conhece melhor do que nós mesmos nos conhecemos e graças a isso, Ele confia em cada filho Dele e ama MUITO cada filho Dele, e vai nos abençoar ao guardarmos os mandamentos e buscarmos a Ele. Caso tenhamos dúvidas sobre nossa situação aqui na Terra podemos orar e falar nossas aflições, que Deus vai nos responder e nos fazer perceber o que precisamos entender pra sermos felizes

Como vivo minha fé

Eu gosto muito de servir, independente de como seja, pois aprendo muito sobre a pessoa a quem eu estou servindo e sobre Jesus Cristo. Além de "esquecer" um pouco dos meus problemas ao me concentrar dos problemas da pessoa a quem estou ajudando, e isso é muito massa. Na cidade onde eu moro, tenho a oportunidade de dar aula para as crianças de 8 até 12 anos, na igreja. É algo maravilhoso, porque eu aprendo muito mais com elas do que as ensino. Posso sentir muito forte o amor de Deus e de Jesus Cristo ao olhar para elas, pois são pessoas puras, humildes e amáveis, tal como foi o nosso Salvador.