mormon.org Mundial
Ray: ray, não nasci, empresa, batismo, Mórmon.

Oi, eu sou Ray

Sobre mim

Eu gosto de assistir filmes, seriados, ler um pouco, amo ouvir música e dançar.

Por que sou mórmon?

Eu não nasci no evangelho, mas fui educada desde os meus 3 anos no evangelho. Aos 8 anos, que é a idade do batismo, eu já sabia que estava no caminho certo e que o evangelho é verdadeiro. Quando fui batizada e recebi o dom do espirito santo, senti o amor, e paz do Salvador, Jesus Cristo e tive a plena certeza que tudo é verdadeiro. Desde então, eu sei que as coisas que aprendo são verdadeiras. Que não importa o que falem ou façam, a igreja de Cristo foi restaurada na terra por meio de um jovem, chamado Joseph Smith, ele orou, e o Senhor o respondeu. Assim, como eu orei e o Senhor me respondeu. Eu sou grata por saber dessas coisas, e por vivê-las. Viver o evangelho de Cristo me dá paz e segurança em meio ao mundo conturbado. Cristo vive, e ama a todos nós.

Histórias Pessoais

Poderia falar um pouco sobre seu batismo?

Eu me batizei em 22 de Julho de 2000. Quem me batizou foi o irmão Venaldo. Ele batizou minha bisa, minha vó, e minha mãe. Nossa! Me preparei para o meu batismo desde sempre. Mas os 6 meses do ano de 2000 foi uma preparação e certeza de que precisava ser batizada. Quando entrei na água, ela estava bem gelada. E eu me lembro como se fosse hoje o sentimento que tive. Meu coração transbordava de alegria, paz, amor, confiança e certeza de que finalmente seria chamada filha de Deus. Meu coração se inchou de uma forma que não posso descrever. Foi maravilhoso o sentimento. E quando recebi o espirito santo. Senti consolo, proteção e as coisas que eu sabia foram confirmadas e eu obtive finalmente meu testemunho. Eu sei que não tem outro meio de encontrar o pai celestial, se não for pelo batismo. E sou grata por eu ter tido o privilegio de aos 8 anos saber o caminho que deveria seguir. E por esse privilegio se estender a todas as pessoas não importando a idade. Eu amo o dia do meu batismo e nunca vou esquece-lo.

Como vivo minha fé

Eu sou professora visitante, de 5 mulheres, e eu amo as visitar todo mês, elas me ajudam a fortalecer minha fé e ver a mão do Senhor a todo momento. Ajudo uma moça com o progresso pessoal dela, e isso é maravilhoso. Procuro sempre ajudar as outras moças a cumprirem e crescerem com suas metas buscando as necessidades delas e criando atividades que as ajudem a cumprir.