mormon.org Mundial
Sidney: professor, violão, leitura, idiomas, Mórmon.

Oi, eu sou Sidney

Sobre mim

Sou casado e tenho 04 filhos. Gosto de viver no campo. Canto e toco violão por diversão. Aprecio ler bons livros e conversar com os amigos. Para mim, não há um chamado maior do que o ensino. Por isso, sou professor: no meu emprego, na minha família e na Igreja. É maravilhoso ver pessoas aprendendo coisas significativas, tanto para a vida terrena quanto para a vida eterna.

Por que sou mórmon?

Venho de um lar cristão e desde o meu nascimento frequentei a Igreja Católica. Aos quinze anos de idade, a leitura da bíblia, o contato com atividades religiosas de outras denominações e os questionamentos típicos da adolescência me fizeram pensar sobre vários assuntos de cunho espiritual. Comecei a analisar melhor o que diziam várias Igrejas, incluindo a que eu frequentava. Foi quando uma amiga me falou da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Falou que era a Igreja dos Mórmons e que tinha missionários que ensinavam nas casas. Pedi que viessem conversar comigo. Recebi um testemunho do que os missionários me ensinaram na primeira visita. Fui à Igreja no domingo e me batizei no outro domingo. De lá para cá sempre vivi os ensinamentos que recebi e fui grandemente abençoado em todos os aspectos de minha vida. Sei que esta é a Igreja verdadeira do meu Salvador, Jesus Cristo. Sou grato a todos os que me ajudaram e me ajudam a continuar firme em meu empenho de viver eternamente com Deus.

Histórias Pessoais

Por que os mórmons saem em missão?

O maior objetivo é ensinar o evangelho, ou seja, a doutrina de Jesus Cristo, com princípios que nos aproximam de Deus e nos ajudam a ter uma vida significativa aqui na terra e por toda a eternidade. Esperamos que todas as pessoas sejam mais semelhantes a Cristo. Outro grande objetivo da missão é prestar serviço voluntário em todo o mundo. Além desses objetivos, a missão prepara jovens para serem bons pais, mães, cidadãos e líderes comprometidos com o bem estar social e espiritual.

Como vivo minha fé

Tenho muita satisfação em servir as pessoas. Isso pode ser feito de muitas formas, no meu emprego, na família, na vizinhança e na Igreja. Vai desde uma informação bem dada, fazer uma refeição para a esposa e filhos ou distribuir um kit para recém-nascidos. Ter uma função na Igreja é uma maneira de demonstrar amor ao próximo e a Deus. Desde que me tornei mórmon há quase 30 anos, pude servir em muitos cargos. Fui Bispo e presidi um grupo de congregações da Igreja. Pude ouvir, aconselhar e motivar casais e pessoas de todas as idades, usando meu sacerdócio para abençoá-las física e espiritualmente. Coordenei e participei de projetos de limpeza e conservação de escolas, doação de sangue e distribuição de alimentos, dentre outros. O ensino do evangelho e de habilidades é o que mais me motiva.