mormon.org Mundial
Jorge: estudante, violino, missão, missionário, obediência, Brasil, Mórmon.

Oi, eu sou Jorge

Sobre mim

Sou um homem que procura seguir mais perfeitamente a retidão, como nosso pai Abraão, tolerância zero pelo pecado, mas um infinito amor ao pecador, porque assim como o Pai me libertou da angustia sem fim, todos podem ser libres dela! Servi na Missão Brasil São Paulo Norte, período 2012-2014 e isso marcou a minha vida completamente. Atualmente sou estudante de licenciatura em Física especialização Astronomia, eu amo o universo e as infinitas criações do Pai, eu acho que prefiro olhar pra cima do que pra baixo :). A música também marca minha vida, e por enquanto trabalho tocando viola clássica (um pouquinho maior de que o violino) nas ruas meio de sobrevivência nestes tempos de tão pouco tempo e tantas necessidades. Procuro ter uma família, todo no tempo do Pai, mas sem dúvida faço minha parte.

Por que sou mórmon?

A maior bênção que recebi foi nascer em uma casa onde tem conhecimento do Evangelho e isso tem moldado completamente a minha. Eu sempre soube que isto é verdade, eu sempre senti que os ensinamentos que eu sigo todos os dias são verdadeiros, não só porque a minha mãe diz isso pra mim, mas não há necessidade de pensar duas vezes, eu não posso negar a influência do Espírito Santo em minha vida. Nos 15-16 anos, houve uma mudança no meu coração e eu comecei a me dedicar à oração e estudo das escrituras. Eu li todo o Livro de Mórmon pela primeira vez aos 18 anos e me ajoelhei para perguntar se era verdade, e durante a oração o único pensamento que veio à minha mente foi: "Por que você quer um testemunho maior do que você recebeu?" então eu sei sem dúvida que é verdadeiro. Durante a minha missão no Brasil, percebi que o evangelho é mais do que visitar a igreja todos os Domingos, é fazer do Evangelho a minha vida. Não pode haver separação. E isso é o que traz a verdadeira felicidade. A paz que eu sinto quando cumpro os mandamentos de Deus é algo único e cada noite posso ficar tranqüilo sabendo que fiz o meu melhor e que meu Pai Celestial está contente, e isso é suficiente. As promessas do Evangelho são o que me dá força, saber que minha família pode ser eterna, que eu posso ser perdoado pelos meus erros, que me faltará nada se eu colocar a minha confiança no Senhor me ajuda a viver em paz e com a capacidade de servir outros como Cristo faria. A oportunidade é para todos e pra ninguém é negado! E quem quer se sentir assim, e ter as bênçãos do Pai deve fazer algo simples: Obedeça e descubra por si mesmo a verdade de tudo isso. Não há necessidade de tentar convencer cada pessoa, quem abre o seu coração pode saber com certeza.

Histórias Pessoais

Poderia falar um pouco sobre as missões da Igreja e como participar delas?

As missões abençoam a vida de milhões de pessoas. Cada pessoa é uma geração e quando se aceita o Evangelho, muitos são abençoados. Esse é o propósito das missões, porque cada missionário Convida as pessoas a achegarem-se a Cristo por meio da fé em Jesus Cristo e seu sacrifício, do arrependimento, do batismo, de se receber o dom do Espírito Santo e de perseverar até o fim. É por isso que existem tantas missões do mundo, para que todos tenham essa oportunidade. O trabalho é simples, o Senhor deseja que compartilhemos o Evangelho com todos! Tanto por palavras e por ações e especialmente pelo exemplo, mas para participar ativamente no trabalho missionário deve estar atento às oportunidades de mostrar aos outros a felicidade que traz o Evangelho, e é assim como vamos descobrir que existem muitas pessoas que nos observam e poderiam chegar a ter o desejo de conhecer o Evangelho. Quando nossos amigos estão curiosos sobre o evangelho restaurado podemos convidá-los para uma Noite Familiar onde nós ou os missionários podem resolver estas dúvidas. Quando há atividades, convidamos nossos amigos para participar de algo um pouco mais social, de certa forma. Quando há coisas específicas acontecendo como um discurso, um batismo, ou até mesmo um testemunho, podemos convidar os nossos amigos. Tudo isso levará os missionários a terem a oportunidade de ensinar os nossos amigos. É por isso que tudo é baseado em convidar, porque é assim que o Senhor trabalha. Se os seus filhos rejeitarem, tudo bem, mas o Senhor dá a oportunidade a todos. Devemos convidar como profissionais para que muitos estão conheçam essas coisas. Um grande amigo disse uma vez: "Quanto mais 'incomodarmos' com nossos convites, mais pessoas terão a chance de ter uma família eterna" Pense nisso!

Como vivo minha fé

Sem sombra de dúvidas o centro de tudo é o Salvador Jesus Cristo e seu exemplo perfeito. Ao tentar de ser como Ele nas diferentes situações da vida, podemos refletir luz para o que está desconsolado e fortalecer os joelhos fracos. Tudo se relaciona com ser verdadeiros discípulos de Cristo. Eu trabalho na igreja com os missionários de tempo integral, juntos organizamos o trabalho de poder proclamar as boas novas a todos e como ajudar a maior quantidade de pessoas possível a receber as bênçãos do sacrifício que Jesus Cristo fez por todos, inclusive ajudando as pessoas que por diferentes motivos se afastaram da igreja. Também trabalho no bem-estar dos jovens maiores de 18 anos que participam das aulas semanais do Evangelho, chamado Instituto.