mormon.org Mundial
Samuel Reis: Mórmon.

Oi, eu sou Samuel Reis

Sobre mim

Sempre gostei muito de música, desde criança. Esse gosto se estende também aos hinos, que são tão lindos e conseguem a cada momento ensinar algo diferente. por causa da música participo do coral da estaca, uma boa forma de conhecer os hinos e tal. Também por causa da música estudei um tempo violino, não sou dos melhores mas eu tento tocar. De instrumento musical mesmo, o que eu sempre quis aprender sempre esteve muito longe de mim: harpa. Mesmo nunca tendo tocado sempre achei o som dela muito lindo. Além da música gosto muito de livros e histórias em geral, tanto a história que está sendo contada, como a forma que ela está sendo contada podem chamar a minha atenção, e por gostar tanto decidi fazer alguns testes, escrever algumas coisas para ver como me sairia... ainda em andamento.

Por que sou mórmon?

Os meus pais se conheceram em uma atividade da Igreja, eu e meus outros irmãos cresceram sendo ensinados as coisas do Evangelho. Mas não tinha como seguir fazendo isso apenas porque meus pais e outros irmãos também faziam, eu tinha que descobrir por mim mesmo, talvez eu tenha demorado um pouco para fazer isso, para descobrir se essa realmente era a verdade. Mas eu fiz, me foi confirmado e sei, por mim mesmo que ESSA É a VERDADE: Que Cristo nasceu na Terra a quase dois milênios, por amor a todas as pessoas ele se sacrificou. Ele deu sua vida por mim. Cumprindo o plano de Deus, Ele permitiu que pudéssemos voltar a presença de nosso Pai, como fazíamos antes de nascermos nessa Terra. Sei que Cristo, depois de sua morte visitou as Américas, ensinando aos habitantes daqui guiados para essa terra anos antes, e outros lugares que não conheço. Depois disso Ele voltou a Terra, para restaurar a verdade nesses últimos dias. Acredito que Ele guia a Sua Igreja, restaurada e guiada por aqueles que Ele chamou, começando essa dispensação com Joseph Smith, tendo agora Thomas S. Monson. Eu sei que a vida é muito mais do que temos aqui hoje, que estamos aqui hoje para podermos ir muito além, sei que o Espirito Santo é um ser real, que nos ajuda a escolher o correto. Descobri que tudo isso que sei, e mais do que escrevi, eu já sabia antes. Eu já sentia ser o certo. E continuo sentindo dia a dia, nas pequenas coisas ou grandes, bençãos ou provações, ao ouvir os apóstolos ou os lideres locais, que "as ternas misericórdias do Senhor" realmente se estendem a todas as nações, que eu sou mais um que sabe disso. Mas UM importante demais para o Senhor, que se importa comigo e que me ama, e que confia na capacidade de um dia, voltar a Sua Presença.

Como vivo minha fé

Estou em minha ala atual a quase sete anos, todas as atividades nos jovens que eu participei foram por essa ala, nesse tempo recebi alguns chamados no Organização dos Rapazes, dentre eles fui chamado como mestre familiar, inicialmente com meu pai, e depois alguns outros que eu já conhecia antes. No ano passado, quando iria então sair dos jovens por completar dezoito, fui chamado para organização que fazia parte antes, e continuo nos rapazes por conta disso. Foi realmente bom ter como primeiro companheiro de mestre familiar meu pai, pude aprender muito nesse tempo, com o tempo foi mudando e fui companheiro então de outras pessoas. A preocupação que existia em visitar as outras famílias, saber como estavam e se precisavam de algo foi algo que fui aprendendo aos poucos... O conjunto de tempo nos rapazes foi impressionante, porque logo após sair eu já estava lá outra vez, então tudo que com o tempo eu fui aprendendo nos anos anteriores, eu tenho agora uma chance de passar adiante, e ajudá-los no que precisarem, como em meus momentos precisei de ajuda, e a tive.