mormon.org Mundial
Jordan Stacy: estudante, basquete, BYU, Mórmon.

Oi, eu sou Jordan Stacy

Sobre mim

Meu nome é Jordan. Primeiramente, servi uma missão de tempo intergral pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Passei dois anos entre o povo amoroso de Belém do Pará em Brasil. Amei tudo de lá, e espero voltar um dia. Fui adotado logo depois que nasci pela melhor família para mim. Através deles pude aprender sobre o evangelho restaurado que tanto abençou a minha vida. Sou o único rapaz na minha família, e o terceiro de quatro filhos. Amo muito às minhas irmãs. Recentemente recomecei a universidade, estudando Geografia com ênfase em Turismo. Meus passatempos incluem jogar basquete e vólei, assitir bons filmes e gastar dinheiro que não tenho. :) Tenho dois cachorrinhos, os mais bonitos! Amo minha vida e tudo que Pai Celestial tem me dado!

Por que sou mórmon?

Sei que essa igreja é verdadeira. Essa é uma frase que é muito comum entre membros da igreja, mas tem um significado real para mim. Como fui adotado logo quando nasci por uma família que já era desta igreja, cresci sempre aprendendo essas verdades. Interessantemente, meu pai era um capelão no militar por 20 anos, então tive oportunidades muitas vezes para participar em serviços de outras denominações durante a minha vida. Mesmo assim, minha fé tem sido fortalecida na veracidade desta Igreja através de muitas orações respondidas e experiências pessoais que mostram isso. Fora de sentimentos e orações respondidas, tive que estudar as escrituras santas e as palavras dos profetas modernos para realmente saber que esta igreja é verdadeira. Amo tudo que já aprendi, e espero continuar aprendendo mais e fortalecendo meu testemunho do Salvador e o plano dele para nós.

Como vivo minha fé

Aprendemos que o serviço prestado aos outros é umas das melhores formas de experiencar alegria duradoura. Cada dia eu tento lembrar do Salvador e ajudar o maior número de pessoas possíveis. São através das coisas pequenas que a gente faz isso. Pessoas precisam de nosso sorriso e uma boa conversa edificante. Precisam de bons amigos que mostram interesse, e é isso que me esforço para fazer. Tenho um chamdo na minha ala (uma responsibilidade, ou encargo), onde eu planejo atividades num comitê legais para os outros membros criarem amizades uns com os outros. Encima disso, todo mundo tem uma excelente oportunidade de ser responsável por algumas pessoas na ala e ajudar-lhes com que for preciso, tanto material quanto espiritual. Isso é muito divertido para mim, pois aprendo amar estas pessoas para quem visito.