mormon.org Mundial
Ricardo Mendonça: música, família, Mórmon.

Oi, eu sou Ricardo Mendonça

Sobre mim

Quando era pequeno, minha avó Lourdes me incentivou a aprender piano, e mais tarde trabalhei como professor de música por muitos anos. Trabalhei com crianças do ensino fundamental, uma experiência rica e inesquecível, da qual tenho muita saudade. Eu e minha esposa temos 3 filhos. Minha família gosta muito de passeios ao ar livre e uma de nossas maiores experiências com isso aconteceu quando escalamos juntos uma montanha em Atibaia. Temos como tradição passar o natal junto com a família de minha esposa, onde sempre fazemos a brincadeira de "amigo secreto" e passamos o ano novo com a família de meus pais. Minhas filhas e minha esposa gostam muito de ler romances. Meu filho ama futebol e vídeo games e eu gosto de estudar sobre o tempo, universo, ciências e também gosto de estudar inglês. Recentemente eu e minha esposa descobrimos o prazer da corrida e da caminhada e fazemos isso quase diariamente.

Por que sou mórmon?

A primeira coisa de todas que eu ouvi sobre a igreja foi: "Ele sabe que o Eterno guiará os passos seus" (parte de um famoso hino da igreja). Quando eu era pequeno meus pais nos levavam para passar as férias na casa de minha avó Lourdes, e um dia quando cheguei, achei muito estranho ouvir minha avó cantando aquelas palavras (ela só repetia aquela parte) ao colocar as roupas num varal. Lembro-me de pensar: "Ih ! Minha vó virou crente !". Após alguns acontecimentos que hoje considero verdadeiros milagres, minha família conheceu as missionárias e nos batizamos na igreja. Eu tinha então 9 anos de idade Aos 16 anos percebi a necessidade de obter um testemunho próprio sobre a Igreja que eu frequentava. Eu fazia o seminário e naquele ano nossa professora, irmã Valquíria nos desafiou a ler, ponderar e orar sobre a veracidade do Livro de Mórmon. Diferentemente de outras orações, numa noite ajoelhei-me com o Livro em minhas mãos e perguntei: "Pai Celestial, este livro que estou segurando é verdadeiro ?" Imediatamente senti algo diferente em meu coração, e pensando que poderia ser alguma imaginação ou coincidência, repeti a pergunta novamente e o mesmo sentimento, agora mais intenso tomou conta de meu corpo todo. Eu sabia que era um livro verdadeiro e ainda o sei. Amo o testemunho que recebi e procuro viver de acordo com ele. Sou mórmon por causa deste testemunho pessoal. Ser mórmon é uma alegria ! Tenho sentido o Senhor próximo de mim e de minha família guiando nossos passos como dizia o hino, ao nos esforçarmos para viver o evangelho e ajudar nosso próximo. Criar uma família para o Senhor é minha maior realização e meta. Existem os desafios, mas o evangelho tem as respostas que precisamos para enfrentá-los. Sei que o Senhor verdadeiramente pode guiar Seus filhos nesta Terra !

Histórias Pessoais

O que você tem feito com sucesso para proteger sua família de influências indesejadas?

Temos uma regra familiar de não ficar sozinho usando o computador, celular ou vendo a TV em nosso lar. Sentimos que podemos nos proteger ao fazermos assim. Outra coisa é que decidimos a muito tempo, que as novelas, muito populares no Brasil, não nos ajudam em nossos esforços em criar uma família para o Senhor, que é a nossa meta. Assim, evitamos até mesmo os comerciais das novelas e outros programas que acreditamos ser uma influência negativa para as famílias.

Como vivo minha fé

Desde cedo na igreja aprendi a amar e servir às pessoas. A missão de tempo integral foi uma experiência inesquecível que enriqueceu muito minha vida. Logo após meu casamento fui chamado como bispo da igreja e servi por quase 7 anos, o que exigiu muito de mim e de minha família, mas foi um tempo maravilhoso. Temos o costume de realizar reuniões familiares semanalmente, onde cantamos hinos e aprendemos o evangelho juntos. Devido meu trabalho atual tivemos a oportunidade de frequentar a igreja em diversos locais e fizemos muitos amigos. Quando praticamos caminhada nos parques de nossa cidade atual eu e minha esposa conversamos sobre cada um de nossos filhos e como podemos ajudá-los. Isto tem fortalecido nosso relacionamento e ajudado a cuidar melhor deles.