Pular a navegação
Converse conosco online

Liberdade de Escolha

O Arbítrio Faz Parte do Plano de Deus

Imagine que você tenha saído para comer e pedido uma salada, mas o garçom lhe diz que o pedido não será possível e que você tem que pedir sopa no lugar da salada. Como você se sentiria? A escolha entre a sopa e a salada não é tão ruim assim, mas demonstra a característica da natureza humana: não gostamos de ser forçados a fazer algo quando somos capazes de tomar nossas próprias decisões. Não gostamos de ser coagidos. Mesmo quando temos que tomar decisões sérias, algumas com implicações morais, é importante que façamos as escolhas por nós mesmos. Deus nos deu o arbítrio e sempre respeitará nossa liberdade de escolha. Somos “responsáveis” por nossas escolhas (Doutrina e Convênios 101:78) e sempre haverá consequências para essas escolhas, tanto boas como ruins, Deus nunca aprovaria o uso da coação. De fato, Deus promove o espírito de liberdade e Ele sabe que o espírito humano necessita de liberdade para servir com eficiência e acreditar Nele. Ele disse a Adão e Eva que não comessem do fruto proibido, mas também disse: “Não obstante, podes escolher segundo tua vontade” (Moisés 3:17).

É importante não ignorar a liberdade de outras pessoas quando buscamos a nossa. Mesmo quando achamos que nossa maneira de pensar seria para o “próprio bem” de outra pessoa, é importante lembrar que todos têm o direito a suas próprias opiniões e crenças.